Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

O DESCAMINHO DA ECONOMIA BRASILEIRA

Não me contive ao ver o Ministro da Fazenda Joaquim Levi no Congresso Nacional nesta 4a feira, dia 29.04.15, dizer que o governo está cortando na carne. 

Sr. Ministro diga a população brasileira o que significa isto? De que governo e País o senhor está falando? 

Cortar gastos é reduzir os custos elevados das obras, deixar de fazer projetos que não trazem benefícios, deixar de pagar as propinas, vender os imóveis desocupados, reduzir o número de ministérios, secretárias e assessores improdutivos, reduzir os gastos com propaganda e publicidades idiotas e improdutivas, reduzir os gastos com os senadores e deputados, cortar os abusivos benefícios concedidos aos políticos, reduzir a zero os empréstimos concedidos aos Países, simplesmente por crer na mesma filosofia política como os projetos de Cuba e Venezuela, reduzir os ganhos absurdos do sistema bancário, cortar a zero o dinheiro concedido aos partidos políticos, fazer com que as empresas que roubaram em obras devolvam o dinheiro e outros gastos mais que não cabem aqui porque o espaço é pequeno. 

Podemos como brasileiros e especialistas no assunto ensiná-los a fazerem isto! 

Mas vocês não estão interessados em fazer isto. Sem usar os fundamentos da eficiência econômica, a conversa é apenas superficial para enganarem mais uma vez o povo brasileiro. 

Aumentar impostos para pagar o rombo das finanças públicas de uma gestão incompetente não vai resolver os graves problemas da família brasileira. É uma teoria de 542 anos antes de Cristo que nenhuma Escola de Economia atual ensina. 

O povo brasileiro quer coisas simples: boas escolas, hospitais funcionando plenamente, boas estradas, água, eletricidade e saneamento básico, segurança, carga tributária reduzida e acabar definitivamente com a impunidade. 

Sobra dinheiro para fazer tudo isto se pararem de roubar e fazerem as coisas certas.

Estamos diante de uma crise de hipocrisia, de desrespeito, de falta de ética, de falta de humildade e desconhecimento da realidade brasileira.

Autor: Professor João Randolfo Pontes – Presidente de Honra da OESC

prof joao_rodolfo_pontes 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 logo rumadesign