Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Notícias OESC

Registro de evento ocorrido na semana SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho), onde o Economista e Dirigente da OESC Alexandre Poffo, na empresa “FORTUNATO Engenharia de Construção Pesada”, com apoio da Ordem dos Economistas de Santa Catarina - OESC e da LEGADO – Soluções Financeiras, ofertou palestra.

tru 

Registro - Dirigentes OESC - 03/10/2015

No dia 03/10, economistas dirigentes da OESC reuniram-se à discussão de ações da entidade. Registro de alguns presentes.

t6 

Presidente da OESC na Convenção Estadual dos Lojistas

Registro do economista Luiz Henrique Belloni Faria, Presidente da OESC, na Convenção Estadual da FCDL.


fcdl8 imprensa4 

SEMANA ACADÊMICA ADMINISTRAÇÃO - FURB

A Semana Acadêmica de Administração, promovida pelo DAAd – Diretório Acadêmico de Administração, com apoio do Centro Acadêmico de Administração da FURB, foi realizada nos dias 16,17 e 18/09, em Blumenau. O Economista e Dirigente da Ordem dos Economistas de Santa Catarina, Eduardo Volante, ofertou palestra sobre a temática “Comércio Exterior”.

volante4

Manifestação Pública

Considerando as medidas do ajuste fiscal recém-anunciadas, a Ordem dos Economistas de Santa Catarina – OESC - manifesta repúdio à condução da política econômica destacando:

• A degradação das condições econômicas que se acentuam pelas medidas erráticas de intervenção microeconômica com subsídios setoriais; as subvenções desmedidas a inúmeros programas sociais; o estímulo a financiamentos pelo BNDES com taxas negativas de juros reais; o aumento irresponsável das despesas com custeio da estrutura pública e a rápida deterioração das projeções econômicas.

• A exigência de providências imediatas, corajosas e não mais certificações de incompetência por literal falta de gestão.

• A ação desastrada do envio ao Congresso de orçamento deficitário para o ano vindouro, com suposta demonstração de transparência envolta na argumentação do esgotamento dos limites de contenção de despesas próprias, caracterizando fragrante afronta a lei de responsabilidade fiscal, que não admite feito da espécie.

• Anúncio de medidas não solucionadoras e o investimento na recriação da CPMF, envolto na fundamentação inverídica de que a alíquota de 0,20% é pequena, subestimando a capacidade de intelecto dos brasileiros ao omitir o notório caráter cumulativo que a famigerada detém incorporada em seu bojo.

• A necessidade das famílias e das empresas em ajustarem suas despesas à realidade econômica e a fuga da responsabilidade governamental em não adequar as suas ao novo nível do PIB, já que elas crescem em nível maior do que a renda nacional, fator determinante à elevação da carga tributária de 25% para 35% do PIB, nos últimos anos.

• A minúscula margem de ajuste das despesas discricionárias à inevitável revisão do custeio da estrutura pública e das despesas constitucionais.

• A sociedade e o meio empresarial arcam com suas próprias despesas e o governo vem de encontro a estes, já combalidos, impor medidas medíocres para os já estonteados socorram administração desordenada, através da adição de tributos. A ORDEM DOS ECONOMISTAS DE SANTA CATARINA - OESC-, observando o momento, as perspectivas econômicas dos anos vindouros, a incapacidade do governo à apresentação de soluções críveis e sensatas e, ainda, a crise institucional política instalada em face das graves falhas de governabilidade, CLAMA para que a Presidente Dilma Rousseff deixe sobressair em seu interior à consciência nacionalista, repense seu civismo e, em nome e a favor da sociedade brasileira, RENUNCIE a condição de Presidente da República Federativa do Brasil.


ORDEM DOS ECONOMISTAS DE SANTA CATARINA - OESC

Núcleos estudantis - inovação

A instituição de Núcleos dos Estudantes em Ciências Econômicas da Ordem dos Economistas de Santa Catarina, nas universidades catarinenses, já pode ser concretizado. A Resolução n. 005/2015, da OESC, subscrita pelo presidente, oferta a possibilidade. Os graduandos, amparados pela diretoria estadual e pelas seccionais da entidade, terão a prerrogativa do exercício de significativos trabalhos junto aos colegas de curso, na área social e no desenvolvimento de ações na área econômica. Clique aqui para visualizar a Resolução.

46ª Convenção Estadual da FCDL

A Ordem dos Economistas de Santa Catarina - OESC, estará presente na 46ª Convenção Estadual da FCDL. O evento será no Resort Costão do Santinho e o debate com a participação do presidente da OESC terá o comando da apresentadora Monica Waldvogel, da Rede Globo de Televisão.

http://46convencao.cdl-sc.org.br/noticia/lojistas-debatem-economia-e-politica-em-painel-comandado-por-monica-waldvogel-69#.Vec7TvlVgaA 

Nota de Repúdio

A articulação do governo federal para a possível recriação da CPMF, com a nomenclatura de CIS – Contribuição Interfederativa da Saúde - ou outro nome que se queira dar, é inadequado em qualquer tempo e afrontoso no momento de crise econômica. Transferir o ônus da incompetência em administrar para a já combalida sociedade representa uma arrogante capacidade de esnobar a inteligência do brasileiro, ou seja, significa impingir heresia sofismática de que o resultado da arrecadação irá minorar a crise na saúde. Aventar discussões do tipo só demonstra que o governo é inapto para promover o restabelecimento da ordem econômica, já que medidas do tipo estão na literal contramão da real e efetiva amenização do instante econômico brasileiro, pois o momento temporal faz observar um aumento das despesas de custeio da máquina pública, das empresas e das famílias necessitando de ajustamentos em seus orçamentos, ou seja, o contingenciamento severo dos recursos atualmente experimentados. Os resultados consequentes de um tributo com incidência em cascata são inibidores da atividade econômica, que, agravada pela conjuntura, torna-a submersa em um profundo oceano, sem perspectivas favoráveis em curto período temporal.

A Ordem dos Economistas de Santa Catarina – OESC - REPUDIA qualquer movimentação pró-recriação da CPMF, ou de qualquer outro imposto incidente sobre quaisquer movimentações financeiras, certa de que a saída para a crise e o restabelecimento do equilíbrio econômico e fiscal, passa pelo ajuste corretivo da conduta pública, pelo restabelecimento da credibilidade de suas instituições, por uma política social ampla, sem fragmentações em programas sócias de transferência direta de renda, atualmente vigentes, e pela construção de uma agenda desenvolvimentista notadamente planejada por economistas, voltada para o médio e longo prazo.

ORDEM DOS ECONOMISTAS DE SANTA CATARINA – OESC

Univille - Evento do dia 13/08/205

No evento ocorrido no dia 13/08, na Univille, algumas perguntas da platéia não foram respondidas em razão do esgotamento do tempo à efetivação do painel/debate. Ficou acordado, na ocasião, que as respectivas seriam respondidas e disponibilizadas no site da OESC. Clicando abaixo você terá acesso as perguntas e as respostas.

Continue Lendo...

Univille/Dia do Economista

A Univille realizou um evento inovador ao nível de universidades catarinenses, no dia 13 de agosto, especificamente, no dia do Economista. O respectivo foi revestido de literal sucesso e contou significativo número de participantes.

Continue Lendo...

Educação Financeira Familiar

Em parceria com a Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, a Ordem dos Economistas de Santa Catarina ofertou em 06/08, curso de Educação Financeira Familiar, em Florianópolis. O economista Alexandre Poffo, dirigente da Seccional Norte da OESC, foi ministrante. O evento foi coberto pela imprensa e avaliado com um grau de positivismo significativo pelos participantes. Veja os registros.

                 


                                          


       
 




Escola do Legislativo

A OESC acordou com a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, à prestação de curso de “Orientação Financeira Familiar”. No dia 06/08, o economista Alexandre Poffo, dirigente, estará em Florianópolis para o fim.

DIRIGENTES DA OESC

Dirigentes da OESC em Florianópolis (18/07), sábado, em reunião/almoço. Presentes economistas da Seccional Norte, Seccional Sul e da Grande Florianópolis. Deliberações, ações e conjuntura econômica foram as tratativas.

llllll 

A Ordem dos Economistas de Santa Catarina, recém- integrada no COMDES (Conselho Metropolitano de Desenvolvimento), foi convidada para compor o seleto grupo responsável pelos trabalhos institucionais do Conselho.

Texto do economista catarinense Walter Henrique Fritzke

Notícias ruins. Essa tem sido a realidade que nós temos visto quando tratamos de economia ou política, eu mesmo já postei e compartilhei notícias da situação econômica atual mas confesso que na maioria das vezes era por mera vaidade de criticar o governo (que convenhamos: é uma tragédia!). Mas vamos lá, o mercado está em crise, mas nós não estamos. Certo? Certo. Você está provavelmente lendo esse post no teu horário de expediente, ou vai ler assim que sair do trabalho.

Vou dizer o que está em crise: o nosso desejo de mudança e a agoniante sensação crescente de acomodamento.

A economia é cíclica desde sempre, é bíblico inclusive. Aos que recordam, até no Egito a economia era cíclica com a alta e baixa do Rio Nilo. E o que dizer de países inteiros devastados nas grandes guerras e que se reergueram? Ali eu teria ficado preocupado, juro. E se essas nações tivessem mergulhado no pessimismo ao invés de terem construído a mudança? Sim, a mudança se constrói. A mudança é o novo, e o novo nem sempre é fácil. Reinventar-se é difícil mas costuma ser rentável.

Cada indivíduo na sua conjuntura. Uma família pode não conseguir recriar um ciclo operacional na mesa da cozinha, mas certamente é capaz de planejar um orçamento. Se formos empreendedores, que saibamos fazer render em tempos ruins, e se formos contratados que sejamos capazes de fazer a companhia crescer. A questão é que reclamar, acompanhar e compartilhar notícias ruins no Facebook (infelizmente) não nos tira da crise.

Sobem os juros nos EUA. E o Brasil com isso?

Artigo do Economista André Schneider, Presidente da Seccional Norte da OESC. Disponível no link http://www.legado.net.br/site/artigos/sobe-o-juros-nos-eua-e-o-brasil-com-isso/

A partir de 26/06, a Ordem dos Economistas de Santa Catarina passou a integrar o COMDES – Conselho Metropolitano de Desenvolvimento Sustentável. O nome da OESC foi aprovado e já é parte de seleto grupo de entidades que integram o Conselho. O Vice-Presidente da OESC, economista Sílvio Martins Filho, representou e falou em nome da Ordem. Estiveram presentes na reunião o Senador Dário Berger, os Deputados Federais Esperidião Amim e Mauro Mariani, os Deputados Estaduais João Amim e Mário Marcondes, o Presidente da CASAN, Valter Galina e o ex-prefeito de Curitiba Cássio Taniguchi.

 

Dirigentes da Seccional Norte da OESC, são recepcionados pelo Prefeito de Joinville.

No dia 15/06/2015, dirigentes da OESC (Seccional Norte) estiveram reunidos no Gabinete do Prefeito de Joinville. Estiveram presentes, além do Prefeito Udo Döhler, os Economistas Marcos Vieira (Diretor Executivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Joinville), Jalmei Duarte (Presidente da Cia Águas de Joinville e Secretário de Desenvolvimento Econômico de Joinville), André G. Schneider (Presidente da Seccional Norte da OESC), Horst Schroeder (Coordenador de Relações Públicas da entidade) e Ernani Hudler (Coordenador de Assuntos Técnicos).

Na ocasião foram ofertados os serviços de Educação Financeira Familiar à comunidade joinvilense e discutidas questões da área econômica.

Reuniões - 11/06/2015

No dia 11/06, dirigentes da Executiva Estadual, em Florianópolis, e da Seccional Norte, em Joinville, da OESC, estiveram reunidos. Várias questões administrativas foram pautadas. Abaixo registro fotográfico da reunião da Seccional.

wz

CONVÊNIO - SESI FARMÁCIA

A OESC acordou convênio com a SESI FARMÁCIA. Os associados da Ordem disporão, nas aquisições de medicamentos, de descontos que variarão entre 13 e 30%, Como curiosidade, as farmácias que hoje disponibilizam cartões de fidelidade ofertam descontos que variam, em média, entre três e oito por cento.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 logo rumadesign